História antiga de Mungo

História antiga de Mungo

Explore cenários lunares e mais de 40.000 anos de cultura aborígine no Mungo National Park, considerado Patrimônio da Humanidade.
Poucos lugares são tão impressionantemente pré-históricos quanto o Mungo National Park. Este cenário encrespado de afloramentos e areia movediça faz parte dos Willandra Lakes, Patrimônio da Humanidade, uma série de lagos secos que antes corriam entre o Willandra Creek e o Lachlan River.

Provavelmente, já se passaram mais de 14.000 anos desde que o Lake Mungo em Nova Gales do Sul (New South Wales) tinha água. Mas a vista de suas margens – uma cadeia de 33 km de dunas brancas conhecidas como Muralha de China, certamente dão asas à sua imaginação. Não perca o espetacular pôr-do-sol, quando essas impressionantes cadeias ficam amarelas, laranja e depois cor de vinho.

Esse local é o sonho dos paleontólogos e um dos mais importantes locais de cremação humana. Aqui foram descobertos restos mortais cremados da Mulher de Mungo e do Homem de Mungo que viveram há mais de 40 mil anos. Passeie pelo parque com um guia aborígine e veja onde a chuva e o vento revelaram fogões e lareiras ancestrais, com fragmentos de ovos de pato, ferramentas de pedra, conchas e ossos de peixe. Examine pedaços fossilizados de árvores de eucalipto e ossos de marsupiais mortos há muito tempo, incluindo os extintos wombats de tamanho de búfalo e cangurus gigantes.

Em um passeio aborígine, aprenda sobre a comida típica do outback, o bush tucker, ervas medicinais e o povo Barkindji que sobreviveu com a fauna e a flora do local deste antes do início da história. Ou faça uma caminhada pelo mato e pedale por essas terras ancestrais, procurando cangurus vermelhos e águias australianas de rabo cuneiforme. À noite, relaxe ouvindo música e histórias sob as estrelas, no acampamento de Mungo Lodge nas proximidades.

A história antiga de Mungo é inesquecível.

Mais ideias australianas