Entre nos subterrâneos para procurar opalas em Coober Pedy

Entre nos subterrâneos para procurar opalas em Coober Pedy

Descubra porque tudo acontece no subterrâneo na capital mundial da opala.
Há um clima informal e amistoso em Coober Pedy, onde 3.500 residentes de mais de 45 países foram literalmente para debaixo da terra para evitar o calor abrasador do outback. A maioria das pessoas trabalha nos campos de mineração de opala, mas essa peculiar comunidade subterrânea, completa com igreja, hotéis e um campo de golfe sem grama, transformou o turismo na segunda maior atividade da região.

Descoberto em 1913 por Willie Hutchison, de 14 anos de idade, Coober Pedy foi batizado com a palavra aborígine kupa (homem não iniciado ou homem branco) e piti (buraco). Hoje seus 70 campos cobrem praticamente 5.000 km2 e são os maiores produtores de opala do mundo.

Esse é o local ideal para 'explorar' – ou garimpar - opalas, conhecer pessoas de todas as partes do mundo em suas casas subterrâneas e visitar uma galeria de arte subterrânea. Coloque um capacete e explore a história de Coober Pedy em uma mina abandonada que agora é um museu. Ou reviva os dias de mineração com pás e picaretas nas passagens, que parecem um labirinto, onde jazidas de opalas ainda estão nas paredes.

Quando voltar para a superfície, faça um passeio pelos incríveis cenários apocalípticos da área e veja parte da cerca conhecida como ‘Dog Fence’. Com mais de 5.000 km, ela foi construída para proteger os animais da fazenda contra dingos, os cães do mato australianos. Não se esqueça de admirar o céu à noite, com estrelas mais brilhantes do que opalas.

Mais ideias australianas