Desfrute da imensidão da vasta Península Eyre

Baird Bay, Eyre Peninsula, SA. © SATC & Caroline Fisher

Desfrute da imensidão da vasta Península Eyre

Troque a multidão por paisagens desertas, rica vida selvagem e excelentes frutos do mar na Península Eyre.
Você pode passar semanas explorando angras e baías escondidas, pescando nas praias desertas e observando baleias gigantes dos imponentes penhascos de arenito. Isso antes mesmo de se aventurar pelos parques nacionais, por cavernas ancestrais e pelo árido e belo Nullarbor. Em vez de árvores, essa planície pré-histórica tem animais nativos e milhares de anos de história aborígine. Na região, você encontrará maravilhas geológicas de 1,5 milhões de anos das Gawler Ranges e o surpreendentemente belo Lake Gairdner, um lago salgado seco delimitado por montanhas antigas.

Nade com os alegres leões-marinhos e golfinhos na natureza. Mergulhe com tubo de respiração ou tanque de oxigênio junto a sibas gigantes, os camaleões do mar, nas águas protegidas próximas de Whyalla. Ou chegue bem perto do grande tubarão branco em um mergulho dentro de uma gaiola nas águas do sul de Port Lincoln.

Em terra, você poderá entrar em contato com cangurus, emas e águias altivas. Na Península Eyre uma interação direta com todos os tipos de criaturas é natural, não uma exceção. Entre em um safári com veículo de tração nas quatro rodas pelas Gawler Ranges e aprecie espécies nativas raras e singulares em seu habitat natural. Ou observe a baleia-franca-austral da costa da Nullabor Plain, entre maio e outubro.

Se você gostar de pescar, vai adorar a variedade e abundância de espécies pescadas na Península Eyre. Aqueles que preferem pescar com o garfo encontram na região alguns dos melhores frutos do mar da Austrália. Você pode comprar pescadinha, caranho, peixe-agulha, camarões e lagostas frescos diretamente dos barcos de pesca no Farmer and Fishermen’s Market na Streaky Bay, em abril. Ou siga uma rota de frutos do mar e aquicultura por uma estrada panorâmica de Whyalla a Ceduna.

Abrace o espaço e a natureza que eles têm de melhor, em áreas intocadas da Península Eyre, onde a única coisa que não existe em abundância é gente.

Mais ideias australianas