Patrimônios da Humanidade na Austrália

Uluru, NT. © James Fisher e Tourism Australia

Patrimônios da Humanidade na Austrália

A Austrália tem um total de 19 locais considerados Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, que incluem algumas das florestas tropicais mais antigas da terra e cerca de um terço das áreas marinhas protegidas do mundo.

Um Patrimônio da Humanidade da UNESCO é um lugar – como uma área selvagem, ilha, monumento histórico, edifício ou cidade – que é considerado por uma comissão internacional como possuidor de importância física e cultural especial para a comunidade internacional.

Os locais indicados devem ter "destacado valor internacional" e atender pelo menos um dos dez critérios culturais ou naturais. Esses Patrimônios da Humanidade tornam-se tesouros nacionais que devem ser protegidos e preservados pelo país anfitrião.

Muitos dos destinos icônicos da Austrália são considerados Patrimônios da Humanidade, como a Grande Barreira de Corais e os Trópicos Úmidos de Queensland, que incluem a floresta tropical de Daintree; as Greater Blue Mountains em Nova Gales do Sul; os Parques Nacionais de Kakadu e de Uluru/Kata Tjuta no Território do Norte; e o Parque Nacional de Purnululu da Austrália Ocidental em Kimberley.

A costa de Ningaloo na Austrália Ocidental foi inscrita recentemente na lista dos locais considerados Patrimônio da Humanidade por sua beleza natural e diversidade biológica. A paisagem nacional da Ningaloo-Shark Bay possui agora duas áreas de Patrimônio da Humanidade em suas extremidades norte e sul. Os 1,3 milhões de hectares da Área do Patrimônio Mundial da Tasmânia atendem sete dos dez critérios, mais do que qualquer outro lugar da terra.

As vastas áreas de ambiente natural e preservado da Austrália também atraíram o status de Patrimônio Mundial, como as florestas tropicais de Gondwana da Austrália por toda Nova Gales do Sul e Queensland; e a região dos Lagos Willandra em NSW.

Muitos dos Patrimônios Mundial da Austrália ficam em locais remotos, e você precisará de um espírito aventureiro para visitá-los, como os sítios arqueológicos de fósseis de mamíferos australianos em Naracoorte na Austrália do Sul e Riversleigh em Queensland.

Existem 11 locais que compõem o Patrimônio da Humanidade de prisões históricas australianas e que representam a migração forçada de condenados para as colônias penais nos séculos XVIII e XIX; e são excelentes exemplos da rica história da Austrália.

Os locais situados em Nova Gales do Sul são o Antigo Palácio do Governo e o Domain em Parramatta; os Quartéis de Hyde Park e a ilha carcerária de Cockatoo em Sidney; e a velha Great North Road próxima de Wiseman's Ferry.

Na Tasmânia, o Local Histórico de Port Arthur na Península da Tasmânia; a Cascades Female Factory em Hobart; a Darlington Probation Station na Ilha Maria; o Sítio Histórico das Minas de Carvão próximo de Premadeyna; e as propriedades Woolmers-Brickendon próximas de Longford são todas colônias penais consideradas Patrimônios da Humanidade.

A Austrália Ocidental tem a Prisão de Fremantle; enquanto a Ilha Norfolk nas costas de Nova Gales do Sul têm as regiões históricas de Kingston e Arthur's Vale.

Os prédios importantes incluídos na lista do Patrimônio da Humanidade são a Sydney Opera House, os Royal Exhibition Buildings e os Carlton Gardens de Melbourne.

Até mesmo ilhas inteiras constam da prestigiosa lista, como a Ilha Island de Queensland; todo o grupo da Ilha Lord Howe na costa de Nova Gales do Sul; e as ilhas Macquaire, Heard e McDonald na região subantártica da costa da Tasmânia.

Algumas das áreas de Patrimônio da Humanidade da Austrália só podem ser alcançadas em veículos com tração nas quatro rodas ou por ar, mas é possível chegar à maioria delas dirigindo por conta própria ou com uma operadora de turismo local.

Mais ideias australianas